COFINANCIADO PELO TURISMO DE PORTUGAL

PLATINUM SPONSOR

GOLD SPONSORS

SILVER SPONSORS

BRONZE SPONSORS

Resumo

II Convenção Nacional da ARAC

Presidente do Conselho Diretor da ARAC na sessão de abertura lembrou a importância das novas tecnologias no crescimento do setor representado pela ARAC e da sua importância para o Turismo, bem como o advento dos novos sistemas de mobilidade, congratulando-se com a presença de governantes, entidades públicas e privadas e empresas associadas da ARAC.

 

 

Com enfoque no presente e no futuro da mobilidade, e na sua estreita ligação com a atividade turística, a qual assume primordial importância para a economia nacional, a Convenção integrou cinco painéis especializados que debateram a mobilidade elétrica, o aluguer de automóveis sem condutor e os novos produtos e serviços de locação de meios de mobilidade, a estratégia da mobilidade, a condução inteligente, bem como o presente e o futuro do Turismo.

Paulo Moura

Presidente da ARAC

 

Realizou-se no dia 09 de Fevereiro, a II Convenção Nacional da ARAC sob o lema “A Energia da Nova Mobilidade”.

O evento teve lugar no Hotel Pestana Palace, em Lisboa e contou com a presença de 330 participantes, entre empresas associadas, Membros do Governo, Entidades Públicas e Entidades Privadas.

 

 

A Convenção Nacional da ARAC 2018 teve como objetivo lançar uma reflexão às empresas e entidades ligadas à atividade representada pela ARAC sobre a importância da estratégia da Mobilidade, a mobilidade elétrica, o turismo no momento atual e no futuro, a condução inteligente e os veículos autónomos, bem como os enquadramentos económicos e jurídicos destas novas atividades, num mercado em que atendendo à importância da mobilidade na composição de qualquer produto turístico teve nesta Convenção o seu enfoque principal nas novas tecnologias e no Turismo.

 

 

O rent-a-car é um setor da Economia de enorme importância para o Turismo, sendo responsável pela maior parte da mobilidade terrestre de quem nos visita e de grande importância na descentralização do turismo nacional.

 

 

Sendo um setor que prima pela modernidade e adesão às novas tecnologias, o rent-a-car já se encontra a operar a sua mudança para a Era Digital, pois as empresas que querem acompanhar o progresso e desenvolver-se deverão adaptar os seus procedimentos e negócio com recurso a estas novas ferramentas.

 

 

Sua Excelência o Senhor Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, Prof. José Gomes Mendes deu início oficial aos trabalhos realçando a importância dos novos meios de mobilidade na atualidade e da importância do setor representado pela ARAC.

 

José Gomes Mendes

Senhor Secretário

de Estado Adjunto e do Ambiente

 

A II Convenção Nacional da ARAC foi assim o grande fórum de debate e reflexão sobre temas de grande atualidade que vão marcar o presente e o futuro da mobilidade e do Turismo.

 

A Convenção Nacional da ARAC 2018 abordou os seguintes temas, constantes de 5 painéis.

 

 I PAINEL

Mobilidade Elétrica

(energia inteligente) o Futuro

O primeiro painel da Convenção teve como tema "Mobilidade elétrica (energia inteligente) – o Futuro", o qual contou a presença de José Gomes Mendes (Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente), João Félix (CEO da MOBIAG) e Pedro Oliveira (Presidente da BP Portugal), os quais abordaram a temática dos veículos elétricos, os quais farão um corte radical com os veículos movidos a combustíveis fósseis.

 

Os veículos elétricos são mais ecológicos (algo a ter seriamente em conta numa época em que devido ao aumento da poluição assistimos a grandes desastres naturais), são mais silenciosos e têm apesar de tudo vindo a baixar de preço.

 

O que falta então para que o aparecimento deste tipo de veículos em larga escala?

Os especialistas dizem que no ano 2020 os veículos elétricos já terão preços competitivos e que circularão nesse ano mais de 20 milhões de unidades nas estradas e ruas. A Agência Internacional da Energia estima que em 2030, os veículos elétricos (exclusivamente elétricos) representem cerca de 15% do total de veículos em circulação em todo o Mundo.

 

− Qual o futuro dos veículos elétricos versus veículos a combustão?

− Os veículos elétricos serão sobretudo para deslocações urbanas?

− Quais as medidas que os Estados irão implementar para reduzir a poluição  originada pelos veículos a combustão?

− Qual a evolução dos tempos de carregamento, número de postos e autonomia dos  veículos elétricos?

 

Este é seguramente um tema de grande atualidade para o tecido empresarial representado pela ARAC, sobretudo num setor em que a clientela turística representa cerca de 60% do seu mercado e sobre o qual é importante refletir, tendo os participantes participado ativamente no debate.

José Gomes Mendes

Senhor Secretário

de Estado Adjunto e do Ambiente

 

João Félix

CEO MOBIAG

Pedro Oliveira

Presidente BP Portugal

 II PAINEL

O Aluguer de Automóveis Sem Condutor

1 minuto/5 anos

Este painel subordinado ao tema "O Aluguer de Automóveis Sem Condutor 1 minuto/5 anos" foi seguido atentamente pela assistência, a qual ficou com uma clara percepção do que se passa atualmente na Europa no que respeita á legislação atual e futura no setor representado em Portugal pela ARAC.

 

A locação automóvel consiste na colocação à disposição de uma pessoa singular ou coletiva de um automóvel (ou outro meio de mobilidade) por uma duração limitada acompanhada de uma prestação de serviços definida contratualmente.

 

Atualmente particulares e empresas podem alugar veículos por 1 hora, 1 dia, 1 mês, 1 ano…, podendo o aluguer incluir a manutenção, as reparações, o seguro, a viatura de substituição, sendo assim as prestações de serviços de aluguer variáveis e diversificadas, embora economicamente e juridicamente ligadas a um tipo comum de contrato de locação automóvel.

 

Para nos falar desta temática, o painel esteve a cargo de Richard Knubben (Diretor Automotives Affairs – LEASEUROPE).

 

Richard Knubben

Diretor - Automotives Affairs - LEASEUROPE

III PAINEL

Turismo

Presente e Futuro (a próxima década)

O Turismo é reconhecidamente uma atividade económica com uma importância e dinâmica sem precedentes no quadro da Economia Mundial.

 

É um setor que apresenta níveis de crescimento superiores aos dos demais setores.

 

A nível nacional o turismo tem registado um grande crescimento em todos os indicadores estando os operadores privados e públicos a fazer um bom trabalho, quer na promoção que tem gerado maior captação de turistas, fidelização de quem nos visita e acumulação de experiência traduzida numa melhor conexão com os clientes.

 

O Turismo nacional está no bom caminho e inverteu a estagnação que atravessou vários anos, sendo exemplo disso a atribuição de inúmeros galardões turísticos ao nosso país.

 

Em síntese o setor está de parabéns.

 

O rent-a-car (ou melhor o setor de locação de meios de mobilidade) como parceiro importante do Turismo tem também aqui um importante papel a desenvolver junto dos demais parceiros que integram este importante setor composto por entidades privadas e públicas, sendo que a ARAC na qualidade de entidade representante do rent-a-car a nível nacional estará sempre presente.

 

Neste painel veremos abordado o tema do turismo nos próximos anos 2017/2027, contámos com a presença três importantes “expert’s” na matéria e ligados há vários anos a este setor.

 

Marcaram presença neste quarto painel, Luis Araújo (Presidente do Turismo de Portugal), António Loureiro (Country Manager da TRAVELPORT para Portugal) e James Adams (Product and Commercial Director Rentalcars), os quais nos deram uma perspetiva deste importante setor da atividade económica.

 

 

 

Luis Araújo

Presidente do Turismo de Portugal

James Adams

Product and Commercial

Director Rentalcars

 

António Loureiro

Country General Manager Travelport

 

 IV PAINEL

Estratégia da Mobilidade

(interligação entre sistemas de mobilidade),

Mobilidade de proximidade e produtos financeiros para os novos sistema de mobilidade

Os próximos anos serão marcados por um aumento da procura de soluções duradouras e eficazes em matéria de utilização de equipamentos de transporte. As viaturas particulares serão certamente objeto de um número crescente de restrições à propriedade e circulação e a um aumento dos custos das mesmas.

 

Teremos no futuro cada vez mais o recurso aos novos sistemas de mobilidade de proximidade, de que o carsharing, o bikesharing e outros meios são exemplo, bem como a interligação do transporte individual com o transporte coletivo (quer dos já existentes, quer de outros que venham a surgir).

 

Para implementação de todos estes novos meios de mobilidade teremos certamente produtos financeiros adequados para o efeito à disposição dos operadores.

 

Foi aqui abordada a Estratégia da Mobilidade (interligação entre sistemas de mobilidade, mobilidade de proximidade e produtos financeiros para os novos sistemas de mobilidade) em que foram oradores Tiago Domingos (Professor Instituto Superior Técnico), Luis Schunk (Country Manager Volkswagen Financial Services Portugal) e João Oliveira (Diretor da DriveNow).

 

 

Tiago Domingos

Professor Instituto Superior Técnico

 

Luis Schunk

Country Manager Volkswagen Financial Services Portugal

 

João Oliveira

Diretor DriveNow

 V PAINEL

Condução Inteligente

Produtos, condução autónoma, legislação

e experiência do cliente

O desenvolvimento de veículos inteiramente autónomos será cada vez maior, sendo possível imaginar já hoje a existência de frotas de veículos completamente autónomos (e elétricos) utilizados de forma partilhada ou individual num bairro ou numa cidade, funcionando mediante o pagamento de cada utilização ou de um “passe” que permita várias utilizações.

 

Os avanços tecnológicos permitirão melhorar a segurança dos veículos, a capacidade das autoestradas, a eficácia energética e a simplicidade de utilização farão certamente com que este tipo de veículos se multipliquem mais rapidamente do que as previsões atuais.

 

Esta tecnologia não se limitará aos veículos automóveis. Ela será certamente também usada nos comboios, os quais poderão oferecer no futuro serviços mais eficazes e/ou mesmo a pedido do cliente. A integração destes meios de mobilidade constituirão certamente um modelo de negócio num futuro breve. As empresas a operarem este tipo de serviço terão assim a vocação de proporcionar deslocações fluídas e uma “mobilidade à medida” integrando todos os meios de transporte.

 

Com estes novos meios de mobilidade como serão os novos quadros legislativos, a fiscalização e o comportamento dos utilizadores?

 

Para elucidar os participantes desta importante temática, contou este Painel com a participação de Jorge Jacob (Presidente ANSR), Eduardo Feio (Presidente IMT), Ana Tomaz (Diretora do Departamento de segurança rodoferroviária da IP - Infraestruturas de Portugal) e Miguel Rodrigues (Diretor de sistemas inteligentes de tráfego da área da mobilidade da SIEMENS Portugal).

 

Jorge Jacob

Presidente ANSR

 

Ana Tomaz

Diretora do Departamento de Segurança Rodoferroviária da IP

 

 Eduardo Feio

Presidente IMT

 

Miguel Rodrigues

Diretor de Sistemas Inteligentes de Tráfego da Área da Mobilidade da SIEMENS Portugal

Para moderar os vários painéis contámos com a presença de Camilo Lourenço (jornalista e comentador) bem conhecido dos portugueses.

Camilo Lourenço

Profissional Independente de Editoração

 

O encerramento da Convenção foi efetuado por Francisco Calheiros (Presidente da CTP – Confederação do Turismo Português), o qual enalteceu a importância do Turismo na Economia Nacional, realçando a importância do rent-a-car e abordando por fim os temas da necessidade do novo aeroporto de Lisboa, da formação profissional e falta de quadros no setor do Turismo.

 

Seguidamente ao presidente da CTP e também na cerimónia de encerramento Carlos Abade (Administrador do Turismo de Portugal) em representação da Senhora Secretária de Estado do Turismo, falou do crescimento do turismo em Portugal, da importância do rent-a-car e da ARAC, com a qual o Turismo de Portugal tem uma relação de parceria há vários anos, tendo ainda anunciado o lançamento de novas ações de formação profissional destinadas a trabalhadores das empresas de rent-a-car.

 

Joaquim Robalo de Almeida, Secretário-Geral da ARAC finalizou a sessão de encerramento agradecendo às entidades públicas e privadas presentes, aos patrocinadores e destacou em jeito de balanço da Convenção que as principais ideias a reter prendem-se com importância da estratégia da mobilidade, a mobilidade elétrica, o turismo no momento atual e no futuro, a condução inteligente e os veículos autónomos, bem como os enquadramentos económicos e jurídicos destas novas atividades, num mercado em que atendendo à importância da mobilidade na composição de qualquer produto turístico, as empresas, independentemente da sua dimensão, são hoje confrontadas com ambientes altamente concorrenciais e variáveis, os quais exigem uma dinâmica de ajustamento empresarial cada vez maior.

 

Por fim anunciou a III edição da Convenção em 2019, a qual abordará igualmente temas de grande atualidade desta importante atividade económica.

 

Francisco Calheiros

Presidente Conferderação do Turismo Português

 

Luís Araújo

Presidente do Turismo de Portugal

em representação da Senhora Secretária de Estado do Turismo

 

Joaquim Robalo de Almeida

Secretário-Geral da ARAC

COFINANCIADO PELO TURISMO DE PORTUGAL

PLATINUM SPONSOR

GOLD SPONSORS

SILVER SPONSORS

BRONZE SPONSORS

APOIOS

 

Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor

Av. 5 de Outubro, nº 70 - 9º - 1050-059 Lisboa

Contactos

ARAC - CONVENÇÃO NACIONAL 2018